José Priante nasceu dia 02 de dezembro de 1963, em Belém (PA). Ainda na década de 1980, iniciou sua trajetória política por meio do movimento estudantil contra a ditadura militar e pela redemocratização do Brasil. Aos 25 anos, foi eleito vereador na capital paraense e se destacou na Câmara Municipal como defensor da qualidade no ensino e autor da Lei do Idoso, que reduziu de 65 para 60 anos o passe livre nos ônibus de Belém.

12107901 954389937957112 8081586450579873530 n e1522878476141 - Sobre José Priante

Já em 1990, conquistou uma cadeira na Assembleia Legislativa do Pará. Como deputado estadual, tornou-se líder de governo e do então Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). O compromisso com o povo paraense o credenciou à disputada de uma vaga na Câmara dos Deputados, em 1994. Eleito, Priante era o político mais jovem entre todos os parlamentares da Região Amazônica para a Câmara e o Senado.

Já em Brasília, mostrou-se um grande articulador e conseguiu a presidência da Comissão de Economia da Câmara dos Deputados, uma das mais importantes da Casa. Em sua gestão, priorizou a aprovação do Estatuto da Microempresa, uma antiga reivindicação de milhares de micro e pequenos empresários de todo o País.

 

Comissão Permanente da Amazônia Legal

Ainda no primeiro mandato passou a coordenar a Bancada Parlamentar da Amazônia, que em apenas dois anos conquistou uma importante vitória na Câmara dos Deputados: a Comissão Permanente da Amazônia Legal. Como presidente, transformou a comissão no mais importante fórum de debates sobre os problemas amazônicos. Também conseguiu convencer os parlamentares a apresentar, ao Orçamento Geral da União, emendas que assegurem recursos a grandes obras do governo federal na Amazônia.

O Campeão de Emendas

No segundo mandato, Priante tornou-se membro titular da Comissão de Ciência e Tecnologia e da Comissão Mista do Orçamento, o mais importante órgão técnico do Congresso Nacional. Também foi relator de Infraestrutura da Comissão de Orçamento da União. Com este posto, conseguiu levar o Governo Federal a investir em obras estratégicas no Pará. Pelos recursos que conseguiu, o deputado passou a ser chamado pelos prefeitos paraenses de “Campeão de Emendas”, se referindo ao grande volume de verbas que levou para o Pará.

A atuação de Priante não passou despercebida pelo povo paraense, que o elegeu pela terceira vez ao cargo de deputado federal com expressiva votação, ficando entre os quatro deputados federais mais votados no Pará. Foi mais uma vez relator de Infraestrutura da Comissão Mista do Orçamento da União e conseguiu aprovar mais R$ 450 milhões em emendas para o Pará.

Governo e prefeitura

Em 2006, Priante foi candidato ao Governo do Estado do Pará, pelo PMDB. Foi o terceiro candidato mais votado. Em 2008, também foi candidato à Prefeitura de Belém. Pela primeira vez em mais de 20 anos, o PMDB conseguiu chegar ao segundo turno e isso ocorreu por meio de Priante.

Retomada do mandato em Brasília

Após quatro anos sem mandato parlamentar, Priante foi eleito o quarto deputado federal mais votado em todo Estado. Em 22 anos de vida pública, representou o Pará em Brasília pela quarta vez. Já em 2014, pela quinta vez, Priante foi eleito deputado federal. No ano de 2015, presidiu a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, que aprovou importantes projetos para melhorar a segurança pública de todo o país.

Lei Kandir e novos projetos

Em 2017, Priante foi relator na Comissão Mista do Congresso, que analisou a Medida Provisória 756, que trata das alterações dos limites da Floresta Nacional (Flona) do Jamanxim e cria a Área de Proteção Ambiental (APA) do Jamanxim, no município de Novo Progresso. Ainda em 2017, Priante foi designado relator da Comissão Especial na Câmara que discute a Lei Kandir e presidente da Comissão Mista do Congresso que também discute a lei. O relatório de Priante foi aprovado por unanimidade na Comissão e aguarda data para ser votado em plenário. Em abril de 2018, Priante foi eleito vice-presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados.

Fechar Menu