refugiados_venezuelanos

O Ministério da Defesa vai receber recursos extras no valor de R$ 190 milhões para prestar assistência humanitária aos 25 mil refugiados da Venezuela instalados em Boa Vista, que já representam 7,5% dos moradores da capital de Roraima, segundo a prefeitura da cidade.

A aprovação dos recursos está assegurada no parecer do deputado federal José Priante (MDB-PA), relator da Medida Provisória 823/18, apresentada pelo Palácio do Planalto diante dos apelos do Governo de Roraima, que solicitou ajuda do Governo Federal para minimizar os impactos da chamada “invasão venezuelana”.

O parecer de Priante, elaborado em menos de uma semana, permitirá que o governo brasileiro melhore e amplie a assistência que vem sendo prestada aos venezuelanos que chegam a Boa Vista, fugindo da crise política e econômica provocada pelo regime do presidente Nicolás Maduro.

O parecer favorável à aprovação dos recursos deve ser apresentado ainda nesta quinta-feira (21). “Nesse difícil momento em que vive a população venezuelana, o Brasil não pode deixar de receber nem deixar de prestar tratamento humanitário à essas famílias, que chegam nos pedindo ajuda e solidariedade”, justificou Priante.

Pela contagem da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, a média de entrada de venezuelanos em Roraima nos últimos cinco meses foi de 416 pessoas por dia. Os refugiados, entre 28 de maio e 9 de junho, já somavam 98% dos estrangeiros que vivem em Boa Vista.

Cadastre-se  aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu