dea90a1e 1f0c 447b 92f6 b5e89f7882ca 300x225 - Maia aumenta o número de deputados na comissão da reforma dos militares e Priante marca reunião para o próximo dia 21    
Priante quer que sejam também convidados para as audiências públicas da comissão representante dos policiais militares e bombeiros

O interesse dos parlamentares pelo projeto de lei (PL 1.645/19), que cria um novo sistema de proteção social dos integrantes das Forças Armadas, levou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a elevar de 34 para 43 o número de membros titulares da Comissão Especial instalada na última quarta-feira (14) para discutir a matéria. O número de suplentes também subiu para 43.

O deputado federal José Priante (MDB-PA), presidente da comissão, aprovou a decisão de Maia, justificando que a ampliação do número de titulares e suplentes permitirá maior participação dos parlamentares nos debates sobre a chamada “reforma da previdência dos militares”.

“Assim, vamos democratizar ainda mais os debates em busca de soluções que atendam aos interesses das forças de segurança e do país”, argumentou.

Priante anunciou ainda que a próxima reunião da comissão acontecerá no dia 21, às 11h30, no plenário 03 da Câmara dos Deputados. Nessa reunião, devem ser eleitos os três vice-presidentes do colegiado. Está previsto também que o deputado federal Vinicius Carvalho (PRB-SP), relator da matéria, apresente seu plano de trabalho, com o cronograma das audiências públicas.

O presidente da comissão quer que, para essas audiências, sejam convidados o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, e os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Priante pretende que sejam ouvidos também representantes dos policiais militares e bombeiros, categorias que ficaram de fora do projeto de lei do governo.

 

Cadastre-se  aqui

Gostou deste conteúdo? Faça um comentário!

avatar
Fechar Menu